Passar para o conteúdo principal

Solução: Artistas e migrantes contra a COVID-19

Pintando em muros para prevenir a COVID 19

Desenvolvido por:
Mani Tese
Apoiado por:
Organização Internacional para as Migrações (OIM)
Publicado: 18 Ago 2020
Última edição: 18 Ago 2020
0 visualizações

A presença da COVID-19 na Guiné-Bissau foi oficialmente confirmada em abril de 2020. Três meses depois, o país está prestes a atingir a marca de 2.000 casos até então apresentados no dia 18 de julho de 2020, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dada a fragilidade do sistema de saúde do país, a prevenção é um componente crucial, senão o mais importante, na luta contra a COVID-19. A ONG Mani Tese organizou uma série de pinturas murais em parceria com a Organização Internacional para as Migrações (OIM).  As pinturas são projetadas para aumentar a consciencialização sobre a COVID-19. Eles representam principalmente as medidas de adaptação necessárias a fim de limitar a transmissão da COVID-19.

As magníficas peças de arte são propositadamente expostas nos locais mais estratégicos como o mercado de Bandim. Isso terá um efeito multiplicador na prevenção da doença. As pinturas foram feitas por artistas e migrantes em retorno. As actividades começaram em Bissau, a capital da Guiné-Bissau, mas artistas e migrantes que retornaram planeam abranger brevemente outras regiões como Gabu.

Inscreva-se na nossa lista de e-mails